Simpatia cigana da estrela cadente da sorte

O povo cigano ao ser nómada, passou grande parte do seu tempo a viajar, cruzando desertos, navegando mares, percorrendo terras e caminhos e a sua única forma para poder-se orientar durante a noite era o seguindo obedientemente o céu como um guia das estrelas.

Se bem que para quase todos os homens do mundo, ver uma estrela cadente é sinónimo de prosperidade e de bons presságios e augúrios, por isso o ver uma estrela cadente para os ciganos durante a noite é também um bom sinal dos céus, sendo os ciganos os autores desta lenda. Quando um cigano se comove a observar o céu e entende quanto é fugaz essa luz que deseja, se sente contido e protegido porque esta o afasta do escuro e dos espíritos negativos da noite das trevas.

A partir desta poderosa crença, os ciganos começaram a criar anéis e colares com estrelas e em alguns casos gravam também as iniciais dos seus nomes dentro dos amuletos com os quais terão sempre luz na sua vida. Tente sempre ter um amuleto com estrelas e quando ver uma estrela cadente deverá pegar esse amuleto entre as mãos e fazer um pedido dizendo: “Minha boa estrela ilumine meu caminho e me dê força para cumprir o meu desejo”. Nunca conte a ninguém o seu desejo. Se ver outra estrela cadente, reforce o seu pedido caso ele não tenha sido concretizado ou reformule outro caso o seu desejo já se tenha cumprido.

Simpatia para o amor e paixão

Esta simpatia invoca o espírito do fogo, que é o que alimenta a atração entre um casal

Faça uma bolsinha de seda de cor vermelha e coloque-lhe dentro um punhado de grãos de pimenta negra, assim como uma folha de louro, 7 pétalas de rosa vermelha e um pedaço de algodão o qual deverá ser perfumado previamente com óleo de Almíscar, sete gotas do perfume do seu companheiro ou companheira, caso não tenha perfume dele poderá usar a água previamente coada de uma peça de vestuário dele ou dela onde exista grande quantidade de suor (se quiser poderá misturar o suor e o perfume).

Enterre a bolsinha num vaso e deverá logo plantar nesse vaso uma planta de arruda, isto numa noite de Lua cheia. Regue sempre o vaso de noite e nunca de dia.

Manifesto Feminino Holista

Já chegou a hora da grande mudança.

Nós, mulheres, não agüentamos mais tanta violência, tanta injustiça social, tanta opressão, tantos desencontros!

Nós queremos mudanças e queremos já.

A verdadeira transformação social começa dentro de cada um de nós. Assumindo novas atitudes, podemos colher novos resultados e, deste modo, criar uma nova influência sobre as pessoas à nossa volta. E existe uma coisa que podemos e precisamos mudar, urgentemente: nós, mulheres, não devemos mais negar a nossa própria natureza.

A Alma Feminina clama pelo direito de se manifestar!

Nós não queremos mais o ideal masculino de sermos diretas, retas, duras, fortes, rapidinhas e competitivas. Temos o direito de dar voltas para chegar aonde pretendemos de forma mais sutil, de termos curvas, de sermos macias. De podermos assumir a nossa fragilidade e ter o nosso tempo respeitado. Nós queremos ser cooperativas, ajudar e aceitar ajuda, sem que confundam isto com fraqueza ou falta de esperteza…

A luta feminista pela igualdade de direitos, que foi tão bem sucedida até aqui, não pode, agora, nos confundir e nos levar a esquecermos as nossas grandes diferenças. Viva a Diferença! Homens e Mulheres não são iguais, mas complementares.

Também chegou a hora do Homem assumir o seu novo papel. Sim, porque nós, mulheres, fizemos a nossa parte: aceitamos ser a Grande Mulher atrás dele, dando‑lhe um porto seguro, o conforto, o apoio e a estabilidade necessários para que ele despertasse o Grande Homem. Foi isto que tornou possível o nosso grande progresso científico e tecnológico. Mas, de que vale termos tantos conhecimentos e riquezas, se não há Amor para permitir o acesso de todos a estes recursos? Sem Amor, a gente não vê o outro, não se importa com ele. Se não existe Amor, ao invés de querermos compartilhar, a ambição desenfreada toma conta e queremos ficar com tudo para nós, mesmo que isto prejudique o nosso próximo ou até mesmo a Natureza. Preservar o meio ambiente também é um ato de Amor.

E é de nós, mulheres, que pode brotar este Amor. Só o Amor, que vem através do Feminino, transforma a sociedade. Ele nos permite dar mais valor ao ser do que ao ter, e resgatar valores como a solidariedade, a justiça, a igualdade e a aceitação do diferente. Porque nós, mulheres, como somos mães, aprendemos a amar os nossos filhos e sabemos que eles sempre são diferentes.

Chegou a vez de cada homem se tornar o Grande Homem atrás de uma mulher. Apoiando, oferecendo compreensão, sendo parceiro, estando presente, para que nós também possamos despertar a Grande Mulher de dentro de nós.

Toda mulher tem, dentro de si, 3 faces: a Bela, o lado espiritual, divino; a Gente, o lado racional, humano e a Fera o lado instintivo, que representa nossa natureza animal. Compreendendo e aceitando estes 3 aspectos, atingimos o equilíbrio. É para apoiar o despertar do Ser mulher, da Grande Mulher, que precisamos de um novo homem.

Esta será a verdadeira transformação social: quando cada mulher despertar para o seu próprio valor e cada homem aprender a respeitar e a valorizar o Feminino.

O resgate dos valores Femininos – como a tranqüilidade no lugar da pressa, o acolhimento ao invés da dureza, a união em vez da disputa frenética pelo primeiro lugar, deixando os outros derrotados – é que pode causar a grande mudança que todos buscamos. Através da união do Masculino com o Feminino, realizados, é que encontramos a ponte para a sociedade que queremos construir.

Pois é só deste modo impragnado de filosofia holistica, transformados em Grandes Homens e Grandes Mulheres, agora sim, lado a lado, que poderemos seguir juntos pelo Caminho que nos leva ao reencontro com Deus.

A visão Holística, o Holismo, o pensar Holístico, o que é e o que significa

O Holismo através da visão holística que proporciona ao terapeuta e seus pacientes permite:
Enxerga o indivíduo em sua totalidade, por isso fragmenta-lo é um absurdo;
É ecológico. Entende que é necessário preservarmos a Natureza pois somos partes constituintes dela, portanto destruí-la seria promover a nossa própria auto-destruição;
Busca ver o indivíduo como ele é e as coisas como elas são, desiste dos ideais de perfeição. Para ser perfeito basta ser o que se é;
Aceita as diferenças, confia na diversidade, pois o universo é infinitamente criativo e vasto;
Revela que possuímos infinitos recursos para compreender a realidade e obtermos o auto-conhecimento, a razão não tem a primazia. É apenas uma ferramenta a ser usada em conjunto com a intuição, com a emoção e outras formas de percepção;
Ensina que somos uma unidade única e integra. Portanto, quando ajudamos ao outro ou melhoramos o mundo que nos cerca é a nós mesmos que beneficiamos. Da mesma forma, prejudicar o outro ou ao mundo externo é prejudicar a si próprio;
Assume que tudo o que existe é importante, pois do contrário estas coisas não seriam criadas. Assim, nosso progresso não deve ser apenas espiritual mas sim em todos os aspectos: material, intelectual, emocional e espiritual;
Percebe a evolução como um processo natural que dá sentido a todas as coisas existentes.

 

Simpatia poderosa para atrair riqueza e dinheiro – Ritual da Prosperidade

A simplicidade deste Ritual da Prosperidade (simpatia poderosa para atrair riqueza e dinheiro) mostra-nos que a Magia na sua totalidade é feita de atitudes verdadeiramente simples. E que é a mente e o espírito do mago que devem ter o poder de transformar o “chumbo” em “ouro” (o segredo ancestral dos Alquimistas) e de transcender as condições humanas, fazendo com que as forças mágicas do Universo funcionem a seu favor numa corrente positiva.

A prosperidade financeira é alento para a mente; um indivíduo com uma vida próspera, sem preocupações com dinheiro, reage melhor às intempéries inesperadas da vida, assim como permite-lhe cultivar a sua riqueza quando lhe aparecem oportunidades de o investir para mais tarde colher o fruto (lucros e rendimentos). Por isso devemos começar as práticas de Magia com este simples, mas poderoso ritual, o Ritual da Prosperidade, que é muito objetivo, feito durante 15 dias contando a partir do seu aniversário, ou uma data muito importante para você.

 

Material:

Uma caixa de cor verde (pode pintar a caixinha) lacrada com um pequeno orifício onde possa passar uma moeda, tipo cofrezinho;

Uma oração de cunho positiva invocando as forças bondosas e curativas do Universo; a riqueza do Cósmico é incomensurável e você será premiado com as benesses do Universo. Você pode utilizar a oração abaixo ou uma que achar mais apropriada:

“As forças Cósmicas do Universo são benevolentes e ricas e elas fluem para mim tornando minha vida próspera e feliz, assim como a pessoa que receber esse presente.” (O presente referido é a caixa lacrada, que será futuramente doada);

15 moedas de qualquer valor, porém que ainda estejam valendo e em circulação no país, não pode ser com moedas que já perderam valor e isto é de suma importância, porque ao fim desse Ritual este dinheiro será doado para uma instituição de caridade ou uma pessoa à sua escolha, que você ache que esteja precisando extremamente deste dinheiro;

 

Como fazer o ritual:

De posse do dinheiro, da caixinha e da oração você todo dia deverá caminhar para algum lugar que você escolheu como especial (um lugar calmo, podendo ser na sua casa, mas sempre um local onde você se sinta bem), fazer a oração 7 vezes com a moeda na mão fechada e depois a depositar dentro da caixinha.

Isto deverá ser feito todos os dias durante 15 dias consecutivos e sem interrupção, num horário constante e predeterminado por você. Não pode haver falha um dia sequer.

Terminado o Ritual, guarde a caixinha dos olhos dos profanos (outras pessoas).

Neste Ritual não precisa acender vela ou incensos no local especial.

 

Dicas para tornar este ritual mais poderoso:

Fazer ao nascer do Sol;

Iniciar este ritual no dia de Lua Nova e o terminar no dia de Lua Cheia;

Esfregar as mãos num pauzinho de Canela antes de rezar e segurar a moeda;

Utilizar moedas novas, ou que brilhem muito, de preferência douradas, de latão;

Visualizar-se como estivesse a plantar uma semente de fruto e mais tarde a colher frutos da árvore nascida.